◩ Coisas de Crescidos ☂ Pessoal

◩ o que faço para ajudar o ambiente e os animais.

17 de Fevereiro, 2020

O meio ambiente cada vez mais precisa da nossa ajuda para travar o aquecimento global e o efeito de estufa de se estender ainda mais. Há imensa coisa que se pode fazer para poupar o Planeta Terra e que é ignorado por completo. Muitas vezes, porque se pensa que não se pode mudar o mundo com as nossas ações, mas a verdade é que se cada um fizer a sua parte, o mundo torna-se num sítio melhor para todos. Fazendo parte do meu percurso de crescimento, ter consciência do que me rodeia e do que acontece globo tornou-se uma preocupação para mim. Razão pela qual criei esta categoria que envolve coisas de adultos e temas importantes.

O Que Faço Para Ajudar o Ambiente.

Assim, decidi juntar uma lista de coisas que faço e tu também podes fazer para melhorar o teu impacto no planeta onde vives e onde o podes ajudar também a prolongar o seu tempo de vida.

Produtos Reutilizáveis ou Sustentáveis.

Além de poupares dinheiro por não estares constantemente a comprar os mesmos produtos, é uma forma de poupar e eliminar tanto plástico que é utilizado todos os dias. Falo de garrafas, sacos, talheres, copos, palhinhas, produtos de higiene tudo o que possas substituir por um produto mais sustentável e firme para ter mais uso dele. Ganhei um saco pequeno que serve perfeitamente para as compras que necessito, por vezes. Quando vou comer fora, evito as palhinhas e os talheres de plástico. Tenho até esses utensílios de bambu num saquinho que comprei na Tyger que me ajuda a evitá-los por completo. Comprei também palhinhas de aço inoxidável para caso alguém tenha uma dor de dentes forte ou tenha dificuldades em comer e só possa comer coisas líquidas. Ainda não uso copo menstrual, mas é uma coisa que quero investir porque dizem que é super seguro e bem melhor do que pensos ou tampões e, obviamente, não polui o ambiente. Trocar o champô, condicionador, pasta de dentes, sabonete líquido, líquido da loiça, entre outros, por produtos sólidos que têm o mesmo efeito e não trazem plástico envolvido.

Guardar sacos de prendas ou os papéis de embrulho.

Faço isto porque além de poder usá-los para embrulhar ou guardar outras prendas, posso usar principalmente os papéis rasgados para o Bullet Journal ou para journaling, em geral. É sempre uma forma muito fofa de ser criativo nos meus cadernos e posso usar os gastos dos outros para o meu proveito. Assim, também não preciso de andar à última hora a comprar algo para colocar uma prenda porque tenho sempre em casa sacos de outras pessoas.

Consciente com os meus gastos.

Isto incluí poupar na água e luz quando não estou a utilizar, assim como incluí comprar especialmente roupa. Isto porque o material que é necessário para fazer uma camisola e os litros de água e a tinta tóxica que utilizam é tudo prejudicial e pode ser evitado se comprar coisas em segunda mão ou, pelo menos, ser consciente e perguntar-me se realmente preciso daquele produto. Se não precisar, não compro e também não gasto dinheiro. Mesmo quando compro alguma coisa, tento que seja com materiais reciclados, orgânicos, cruelty free ou vegan. 

Reduzir o consumo de carne.

Para quem não sabe, a produção de carne e toda a indústria que a envolve é a que mais poluí o ambiente. Basta mesmo passar 1 dia por semana sem comer carne. Imagina se toda a gente fizesse isso, a diferença que ia acontecer. Além de ser bom para os animais não morrerem, o ambiente agradece. Não precisas de ser vegan ou vegetariano para reduzir o teu consumo de carne, okay? E, se dizes que não consegues virar vegan ou vegetariano porque gostas de queijo ou bacon, podes continuar a consumir esses produtos e deixar de comer carne. Já é uma grande ajuda para o ambiente!

Não deitar coisas para o chão.

Esta é tão óbvio e, no entanto, é tão ignorado e descuidam tanto neste passo. Os cigarros, pastilhas elásticas, papéis, plásticos, metais, entre outros, é desnecessário mandar para o chão porque hoje em dia há um caixote do lixo em todo o lado. Se for possível, guarda no bolso e quando encontrares o ecoponto deitas lá.

Adota. 

Eu sei que isto é um tema um pouco polémico e há várias perspetivas. Ainda assim, se puderes e recomendo mil vezes, adota. Os animais adotados vão estar para sempre agradecidos a ti por teres dado uma casa e carinho. Assim não sustentas as indústrias de criação de animais ou donos que só têm os animais para produzir para poderem lucrar com os filhotes. Muitas vezes, os filhotes são retirados das mães antes do tempo recomendado. Pensa nos animais que estão na rua e só querem encontrar um lar para poder dar o seu amor.

Vai aos mercados locais.

A minha mãe, por exemplo, tem a sua horta e produz grande parte dos produtos que comemos. Fora o facto de estares a apoiar os vendedores locais, quem vende tende a usar produtos mais naturais para criar os produtos que compras e evita os químicos que os vendedores maiores usam para fazer a compra crescer mais rapidamente.

Evita o plástico.

Isto é bastante óbvio nos outros assuntos que falei e está implícito neles. Ainda assim, decidi colocar de parte por causa de vários casos que vejo de certas compras que contêm plástico e podiam ser evitadas. Comprar fruta descascada, mas vem emplastificada para proteger – gente, porquê substituir a proteção da fruta quando tem a casca que já é uma proteção muito boa e biodegradável? É só inútil e estúpido, na minha opinião. Outro exemplo, podes comprar a pizza que é pré-feita, mas comprar daquelas pizzas que vêem em cartão porque o cartão é bem mais fácil de reciclar do que o plástico. Apesar de separar o lixo, mais de metade do plástico NÃO é reciclado e há estudos a comprovar isso.

Partilhar viagens.

E, com isto, quero dizer: usa transportes públicos ou, se vais sair com os teus amigos, tenta usar só um carro e partilhem as despesas. Novamente, é mais barato e são menos gases e poluição que é provocado. O mesmo serve se os teus colegas de trabalho vivem perto de ti ou se podes ter um ponto de encontro e vão todo no mesmo carro.

Estas dicas não são nada de revolucionárias, mas é o que tento fazer para reduzir o efeito que as minhas ações têm no ambiente. São coisas que faço que ajuda a poupar dinheiro e ajuda com a minha pegada ecológica. O essencial em todo este processo de serem conscientes com as nossas ações acho que é mesmo o reduzir e reutilizar. Digo isto porque se conseguires reduzir os produtos que gastas e reutilizar os produtos que tens, é meio caminho andado para criar uma vida sustentável.

Espero que tenham gostado,

Até já!

    Diz o que pensas! ;)


    inscrever-newsletter-olá-estrelinhas

     

     

    %d bloggers like this: