◍ Cri(a)tividade

◍ top 5 livros

1 de Setembro, 2018
top-livros-conselhos

1. MILK AND HONEY ou LEITE E MEL

Foi o primeiro livro de poemas que li e, sem dúvida, o meu favorito. Adorei todo o conceito do livro, o facto de ser dividido em 4 “estados”, criando poemas divinais e com as palavras certas para te atingir mesmo em cheio. Muitos dos poemas são pequenos, aquele tipo de poesia que se diz num microfone aberto, aqueles que conseguem dizer imenso num curto espaço de tempo e que ficas a remoer no que te foi dito. A capa é adorável e os desenhos foram feitos por ela, o que adiciona um bónus ao livro.

2. BIG MAGIC ou A GRANDE MAGIA

Este livro foi um muito particular e muito aleatoriamente que o comecei a ler. Não vou mentir, o título e a capa chamaram-me atenção. Logo após ler a descrição que davam do livro, decidi dar uma oportunidade. E ainda bem que o fiz! O livro fala basicamente sobre como lidar com a criatividade, com a falta dela e como quando alguém que não conheces de lado nenhum tem a mesma ideia que tu. É mesmo incrível como ela aborda assuntos que não chegaste a pensar direito até ler.

3. THE SUBTLE ART OF NOT GIVING A F*CK ou A ARTE SUBTIL DE DIZER QUE SE F*DA

Minha gente, eu não sei o que dizer sobre este livro. É o tipo de livro que não é de autoajuda, é mais de reaprender aquilo que sabes só que não estás consciencializado disso. É o tipo de livro que traz tantos pequenos detalhes e valores importantes que é preciso lê-lo devagar para conseguir absorver cada palavra escrita. Eu sempre ouvi falar muito bem deste livro, só não tinha noção que era assim tão bom. São uma mistura de lições bem ensinadas pelo Mark Manson, tanto através de exemplos da vida dele como através de exemplos conhecidos. É incrível como ele consegue colocar os pensamentos em palavras tão bem escolhidas.

4. O PRINCIPEZINHO

Este foi um dos livros que li quando era mais nova (quando não gostava de ler) e que me fez apreciar a escrita e a leitura a um outro nível. “Uma história intemporal destinada a todas as crianças: as que ainda o são, as que já o foram um dia e as que nunca deixarão de o ser.” E realmente é uma história muito universal e intemporal, dedicada a todos aqueles que pretendem lê-la. Tem uma frase que cheguei a escrevê-la no meu porta-lápis que é “Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos.” O livro inteiro é cheio de frases que te fazem refletir, não sei, é mesmo incrível.

5. O Memorial do Convento

Eu sei que é um pouco estranho ter este livro aqui – eu achei o mesmo. Então, eu não cheguei a ler Os Maias (não aconselho). No entanto, estava curiosa com a escrita de Saramago porque diziam sempre que era difícil de ler e não tinha vírgulas e eu pensava “Como assim é difícil de ler?” e li-o. O enredo é tão lindo gente, e lê-se muito bem o livro. A história da Blimunda e do Baltasar é tão linda e o escritor conseguiu manter duas narrativas diferentes no mesmo livro de uma maneira tão subtil e bem delineada. Acabei o livro no dia antes do exame e não parava de chorar (talvez porque ia fazer o exame do dia seguinte, mas pronto).

    Diz o que pensas! ;)

    Blog Stats

    • 287 hits

    %d bloggers like this: